Bruxelas chumba (outra vez) a fusão Ryanair/Aer Lingus - rotas de Faro entre as razões apontadas


O mediático, controverso, amado e odiado Michael O'Leary - CEO da Ryanair - deve estar tudo menos contente: a Comissão Europeia voltou, ao abrigo do seu papel de garante dos tratados e vigilante da concorrência, e pela terceira vez a negar a proposta de aquisição da transportadora "de bandeira" irlandesa Aer Lingus pela conhecida low cost - e também irlandesa - Ryanair.

Desta feita, e não obstante a Ryanair ter apresentado, como paliativo e proposta de garante da concorrência num cenário de fusão, um acordo comercial com a low cost Flybe que faria esta entrar no mercado irlandês e assumir diversas rotas atualmente operadas pela Ryanair ou Aer Lingus, a Comissão Europeia entendeu que, ainda assim, subsistiriam fundados receios de que a nova transportadora resultante da fusão viesse a assumir posições de monopólio ou posição dominante.

De entre os exemplos referidos na nota de imprensa da Comissão Europeia, surge justamente o caso das ligações à capital algarvia - atual arena de grande concorrência entre ambas as companhias - e que, aceite a fusão, resultaria, segundo Bruxelas, num monopólio das ligações Faro- Cork e Faro-Shannon e numa posição excessivamente dominante na rota Faro-Dublin.

A relação entre a as instituições europeias e a Ryanair é de amor/ódio: se, por um lado, Michael O'Leary se assume um feroz crítico do "dirigismo e incompetência centralista" de Bruxelas - sobretudo cada vez que a Comissão lhe nega um negócio - por outro lado, bem sabe que o seu império nunca seria possível sem as leis desreguladoras do espaço aéreo europeu só possíveis por causa da União Europeia - vide, para tanto, o seu entusiastico apoio ao "sim" no referendo ao Tratado de Lisboa levado a cabo na Iralnda, pintando até os seus aviões.

A Ryanair é a maior low cost europeia, pretendendo chegar no ano de 2013 a uma impressionante frota de 305 aeronaves. detém duas bases em Portugal - Faro, com 7 aviões, e Porto com 5.

A Aer ingus, por seu turno,, cujo capital maioritário pertence ao estado Irlandês, foi fundada em 1936, dispondo, atualmente, de uma frota de 55 aeronaves (incluídas nesta cifra a 6 aeronaves da divisão Aer Lingus Regional) e encomenda confirmada de mais 11. Em Portugal opera diariamente de para Dublin, Belfast e Cork e, semanalmente, de  para Dublin e Cork (esta última, rota de base sazonal).

[esta e demais notícias e promoções, também na página facebook do AIR LOW COST INFO. Consulte, também, a nossa versão para dispositivos móveis

Comentários

EMBARQUE POPULAR