Virgin Atlantic lança-se nos voos intra-europeus


A Virgin Atlantic, a principal companhia aérea do Grupo Virgin (detentor de outras companhias como a virgin australia, a virgin samoa, a virgin blue, a pacific blue e a Virgin America) anunciou, ontem, o início das suas operações de curto e médio curso dentro da Europa, num desenvolvimento algo surpreendente para uma companhia que, com cerca de 44 aeronaves de grande porte (B747s, A340s e A330s) se especializou num mercado 100% longo curso, unindo o Reino Unido a cerca de 35 cidades fora da Europa.

A primeira rota já anunciada é doméstica: Londres (Heathrow)- Manchester, com início em Março de 2013 e assegurada em Airbus A319 três vezes por dia em cada sentido. O lançamento desta rota estará certamente associado ao facto de o Grupo Virgin ter perdido, ainda há poucos dias, a concessão que detinha há 14 anos da exploração ferroviária entre Londres e Manchester, levando assim à falência da empresa de comboios a alta velocidade Virgin Trains. A "vingança" da transportadora surge, assim, em forma de concorrência à mesma rota...mas por avião.

Mas o mapa de rede europeia não deverá ficar por aqui: a transportadora deixa claro desejar expandir as suas operações intra europeias de modo a captar tráfego para as suas rotas de longo curso sendo que se candidatou já ao lugar deixado livre na rota Londres-Moscovo, que era operada pela BMI e que, em face da fusão desta com a Bristish Airways, teve que ser abandonada deixando lugar livre a um novo operador.

Recorde-se que a Virgin teve, em tempos, uma transportadora que voava apenas, e em aviões A320 e A321, para destinos europeus à partida do Reino Unido, com grande visibilidade e frequência em Faro, e que também serviu de "feeder" à Virgin Atlantic: a Virgin Sun.

[esta e demais notícias e promoções, também na página facebook do AIR LOW COST INFO. Consulte, também, a nossa versão para dispositivos móveis]

Comentários

EMBARQUE POPULAR