OLT Express abre falência


A transportadora de tarifas a baixo custo polaca OLT Express (códigos ICAO YAP e JEA) apresentou, hoje, o seu pedido de insolvência às autoridades polacas, tendo cessado toda a sua operação. Ontem havia já anunciado repentinamente a supressão de 14 rotas. A empresa, detida pelo grupo AmberGold e parte de uma holding que inclui a OLT alemã (código ICAO OLT), chegou a liderar o mercado de voos domésticos polacos com uma quota de mercado de 80% e vinha assegurando as suas operações no quadro de um novo paradigma comercial de baixo custo.

A OLT polaca resultou da compra e fusão da Jet Air e da Yes Air, uma transportadora charter que operava para Faro à partida da Polónia, pelo grupo Amber Gold, proprietário de uma OLT Express alemã que, assim, extendeu o seu nome à nova empresa polaca. A compra produziu uma nova companhia aérea polaca, a OLT que, no mercado doméstico, operou sob a certificação da jetair (código IATA O2) e aviões ATR 42 e, no mercado internacional, sob código JEA e fazendo uso de 11 aeronaves da família A320.  

A transportadora voava para mais de 30 aeroportos europeus e comercializava lugares a partir de 20 euros, viu hoje os seus certificados de operações serem revogados pelas autoridades polacas por razões de insolvência financeira.

[esta e demais notícias e promoções, também na página facebook do AIR LOW COST INFO. Consulte, também, a nossa versão para dispositivos móveis]

Comentários

EMBARQUE POPULAR