BMI abandona Star Alliance e inicia code share com a British Airways


O que era expectável confirma-se. Depois da aquisição da BMI por parte da gigante da Aviação Comercial IAG - proprietária da British Airways e da espanhola Iberia - à Lufthansa por 172 Milhões de Libras e da recente aprovação (30 de Março passado) por parte da entidade reguladora da concorrência do Reino Unido  e das autoridades comunitárias da operação, a companhia BMI abandonará a aliança Star Alliance, da qual fazia parte desde 2000 e que incorpora, entre outras, a referida Lufthansa, a TAP e a Air New Zealand, já próximo dia 18 de Abril. A notícia foi anunciada, em primeira mão, pela ex-parceira da coligação aérea, a transportadora coreana Asiana Airlines, em nota de imprensa ao mercado coreano.

Entretanto, sabe-se já que a British Airways começará, já a partir de amanhã (5 de Abril), a comercializar passagens em regime de code share (partilha de código) em voos operados por equipamento BMI à partida de Londres Heathrow para Almaty, Amã, Addis Abeba, Baku, Bishek (ou Bisqueque, na grafia portuguesa do topónimo estrangeiro), Tbilissi, Beirut, Cartum, Freetown e Yerevan.

A relativamente pequena BMI (tem apenas 27 aeronaves) foi fundada em 1949 como Derby Aviation Limited, tendo depois mudado o seu nome para British Midland Airways. Chegou a voar regularmente de East Midlands para Faro e ligações charter de Heathrow para Beja.

Voa para 35 aeroportos em todo o mundo, com especial foco no Médio Oriente, Cáucaso e África. Em Portugal mantém, apenas, uma operação sazonal charter para Faro.

[esta e demais notícias e promoções, também na página facebook do AIR LOW COST INFO. Consulte, também, a nossa versão para dispositivos móveis

Comentários

EMBARQUE POPULAR