Allegiant air: mais outra a cobrar bagagem de mão


Um dos maiores pesadelos do passageiro das transportadoras de baixo custo parece começar a tomar forma de tendência do mercado, à medida que as companhias procuram obter formas de compensar a subida dos custos de operacionalidade.



Conforme se pode depreender da tabela supra fornecida pela própria transportadora, apenas pequenas malas pessoais, como as de senhora ou pequenas mochilas que caibam debaixo do assento diante do passageiro é que viajarão gratuitamente. As restantes malas - vulgo trolleys - ou malas de desporto, desde que a sua acomodação implique a utilização dos compartimentos de bagagem localizados acima dos assentos dos passageiros, serão sujeitos a uma taxa de até 35 USD (cerca de 26.7 €/ 64.27 R$).

Depois do sucesso que a Spirit Airlines teve com a mesma medida, aguardava-se que restantes atores da indústria, sobretudo a de baixo custo, adotassem semelhante prática. É, pois e atento caráter permeável destas inovações, que a breve trecho também a indústria de baixo custo europeia venha a considerar semelhante medida sendo que a Ryanair será, obviamente, uma das mais prováveis transportadoras a considerar esta possibilidade.

Refira-se que a Allegiant Air, fundada em 1997, teve em 2011 um dos seus anos com maior lucro operacional. Com sede em Las Vegas e bases em 8 cidades dos EUA,detém, atualmente, uma frota de 87 aeronaves servindo 79 aeroportos dos EUA apenas, apostando na ligação de baixa frequência semanal entre diversos pequenos e médios destinos americanos tal como a Volotea pretende passar a afzer no mercado europeu.

[esta e demais notícias e promoções, também na página facebook do AIR LOW COST INFO. Consulte, também, anossa versão para dispositivos móveis

Comentários

EMBARQUE POPULAR