FARO-SHANNON, com vendas suspensas


Em mais um dos seus duelos com autoridades aeroportuárias por causa das taxas e acordos de exploração, a Ryanair decidiu suspender esta semana a larga maioria das usas reservas à partida do aeroporto irlandês deShannon , incluindo a popular ligação a Faro.

À semelhança de todos os outros casos, a empresa parece não chegar a acordo com a administração do aeroporto irlandês, exigindo um corte de 50% nas taxas praticadas em Shannon. A situação tem suscitado debate político na Irlanda: o Aeroporto de Shannon, que vem sendo abandonado por diversas companhias, é responsável - directo e indirecto - por quase 90% dos empregos na cidade irlandesa que lhe dá o nome sendo que o desaparecimento da Ryanair implicará que o aeroporto se torne numa estrutura praticamente abandonada.

A empresa não anunciou ainda o abandono final tendo apenas procedido à suspensão de todas as suas vendas de lugares a partir de Maio de 2010 em voos à partida de Shannon para Alicante, Birmingham, Bristol, Bruxelas, Carcassonne, Edimburgo, Faro, Barcelona (Girona), Glasgow (Prestwick), Gran Canaria, Cracóvia, Lanzarote, Liverpool, Lodz, Milão (Bérgamo), Murcia e Veneza.

Caso se confirme a brual redução de actividade da Ryanair, a empresa anunciou que deixará, não obstante, uma aeronave baseada naquele aeroporto para assegurar algumas ligações, as quais ainda não foram descortinadas.

Comentários

EMBARQUE POPULAR