TED fecha portas

Os tempos são de aperto na aviação global e, em particular, na americana. Depois da falência da SkyBus, Frontier e American Trans Air, entre tantas outras, chegou a vez de a low cost norte americana Ted Airlines fechar as suas portas. A companhia havia sido criada pela gigante da aviação mainstream americana, a United Airlines, em 2003 para fazer face à concorrência da Frontier (também esta, agora, sob protecção do diploma americana de protecção de credores de empresas falidas - Chapter 11) e da Southwest. A empresa (em bom rigor, uma trade mark sem certificado de operações de voo), com 56 aeronaves Airbus A320, não resistiu à necessidade de redimensionamento da frota da United de modo a adaptar a empresa-mãe à galopante subida dos preços dos combustíveis e à vertiginosa queda do dólar norte americano. Assim, a United livrar-se-á de cerca de 64 aeronaves Boeing 737 (considerados ineficientes no consumo de combustível)e de cerca de 6 aeronaves Boeing 747 Jumbo, incorporando na sua frota as aeronaves de fabrico europeu Airbus anteriormente afectas à Ted, consideradas tecnologicamente mais avançadas e muito mais eficientes no consumo de combustível.

Comentários

Anónimo disse…
A Frontier faliu??? Mas continua a operar, certo? O.o O site está normal.. Viajei nela uma vez numa rota domestica dos EUA e adorei a companhia..uma das mais simpáticas que já usei.
Max disse…
continua a operar dentro da protecção jurídica do "Chapter 11"

EMBARQUE POPULAR